Serviços O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

CLASSE C (PROFESSOR ADJUNTO)

Critérios para a Avaliação Docente Referente à PROMOÇÃO da Categoria de PROFESSOR ASSISTENTE, Nível IV, para ADJUNTO, Nível I, e Demais PROGRESSÕES nas Categorias de PROFESSOR ADJUNTO (Níveis I a IV), do Curso de Medicina, da Faculdade de Medicina

 

Perfil básico do Professor Adjunto do Curso de Medicina da Faculdade de Medicina 

Grupo I (42 pontos): No mínimo 8h semanais de atividades didáticas (resolução CONSUNI 08/2014). É desejável que faça a orientação de alunos de Iniciação Científica, de mestrandos e doutorandos.

Grupo II (28 pontos): Produção de artigos completos publicados, que atinja 10 pontos no item 1, que participe da equipe ou coordene pelo menos 1 projeto de pesquisa financiado por agências oficiais de fomento (2 a 5 pontos) e que seja autor de pelo menos 1 (um) trabalho em congresso internacional.

Grupo III (28 pontos): No mínimo 6h semanais nos 2 anos de atividades de ensino, que caracterizem a integração ou prestação de serviços entre a UFRJ e a comunidade (12 pontos), ter participado como conferencista/palestrante ou similar em pelo menos 1 evento nacional (6 pontos) 

 

TOTAL - 180 PONTOS. MÍNIMO PARA APROVAÇÃO = 90 PONTOS

Avaliação do interstício (período) de dois anos para todos os Grupos 

  

Grupo I - Ensino de Graduação e Pós-Graduação (até 60 pontos)

                                             Perfil de atuação

Escala de Pontuaço

mínima à máximo

(perfil básico)

I-A - Horas semanais de ensino em disciplinas de Graduação e PósGraduação (não incluir orientações): menos de 4h, zero; 4h, 10 pontos; 6h, 20 pontos; ≥8h. 42 pontos.

          0/10/20/42 (42)

I-B - Orientações concluídas de Pós-Graduação stricto sensu: Mestrado 2 pontos, Doutorado 6 pontos. Orientações em andamento: Mestrado: 1 ponto, Doutorado: 2 pontos. Máximo de 6 pontos (para ter o máximo, pelo menos 1 orientação concluída)

                    0-6

I-C - Orientação de Iniciação científica-IC (pelo menos 1 ano), ou de

Trabalho de Final de Curso (quando houver): 1 ponto por aluno/ano (sem bolsa, mas registrado como disciplina), 2 pontos por aluno com bolsa/ano. Orientação de Mentoria - 2 pontos por grupo de alunos por ano. Para ter o máximo de 6 pontos terá que ter pelo menos 1 orientação de IC com bolsa).

                    0-6

I-D - Participação em bancas de defesa de Mestrado (1 ponto por banca) e Doutorado (2 pontos por banca). Máximo de 6 pontos

                    0-6

Total deste grupo

                    60

Ao docente que atuar apenas no ensino e orientação/supervisão de pós-graduação ou de graduação, de forma excludente, será atribuído, no máximo, 75% da pontuação máxima possível estabelecida para o Grupo I pela Unidade de lotação do docente (Resolução 08/2014 - CONSUNI).

Perfil básico do Grupo I (70%, 42 pontos): definido pela resolução 08/2014, como 8h semanais de atividades didáticas.  

 

 Grupo II – Pesquisa e Produção Intelectual (até 40 pontos)

                                             Perfil de atuação

       Escala de Pontuação

          mínima à máxima

             (perfil básico)

II-A - Artigos publicados em periódicos indexados (JCR) com fator de impacto - FI <1: 3 pontos (máximo de 9 pontos); FI 1-3: 8 pontos; FI >3: 10 pontos.

                0-15 (10)

II-B - Trabalhos apresentados e publicados em anais de congressos regionais/similares ou nacionais (3 pontos por trabalho) ou em congressos internacionais (6 pontos por trabalho). 

                0-15 (13)

II-C - Editor de livro (5 pontos por livro), ou autor de capítulos de livros (2,5 pontos por capítulo).

                 0/2,5/5

II-D - Coordenação de projeto(s) de pesquisa vigente(s) e aprovado(s) por agências de fomento: 5 pontos. Membro de projeto(s) de pesquisa vigente(s) e aprovado(s) por agências de fomento: 1 ponto/projeto (Máximo 2 projetos).

                 0-5 (5)

Total deste grupo

                    40

 

Grupo III - Atividades de Extensão (até 40 pontos)

Perfil de atuação

Escala de pontuação

mínima à máximo

(perfil básico)

III-A- Atuação do docente em projetos, programas ou cursos de extensão regularmente cadastrados na UFRJ: 5 pontos por projeto. Orientações de bolsistas de extensão: 2,5 pontos por aluno.  Máximo de 5 pontos.

                    0-5

III-B- Atividades de ensino que caracterizem a integração ou prestação de serviços entre a UFRJ e a comunidade, tais como atividades regulares de assistência com a participação de alunos de Graduação, Pós-Graduação ou Residentes abrangendo ambulatórios, enfermarias, centro cirúrgico, unidades básicas de saúde ou outros cenários: 4 pontos/semestre por 4 horas semanais; 6 pontos/semestre por 6 horas semanais.  Para ter 25 pontos deverá atuar 8h semanais/semestre, nos 2 anos). Menos que 4h = zero.

                0-25 (18)

III-C- Organização ou participação na Comissão Científica de Congressos ou eventos similares Nacionais (3 pontos por evento) ou Internacionais (5 pontos por evento).

                    0-5

III-D-Participação na qualidade de conferencista/palestrante, presidente de mesa, moderador ou debatedor em eventos científicos nacionais (6 pontos por evento) ou Internacionais (10 pontos por evento).

                0-10 (10)

Total deste grupo

                     40

No item III-B, o docente não receberá pontuação, caso participe de Programas de Pós-Graduação lato sensu com remuneração pessoal.

 

Grupo IV - Atividades de Gestão e Representação (até 20 pontos)

                                       Perfil de atuação

      Escala de Pontuação

        mínima à máxima

IV-A-Funções na administração superior da Universidade, reitoria, decanias, diretorias de Unidades e de Órgãos Suplementares: 20 pontos/ano.

                    0-20

IV-B-Coordenação de cursos ou de programas de graduação ou pósgraduação, ou chefia/vice-chefia de Departamento, ou diretorias adjuntas de Unidades ou Órgãos Suplementares: 10 pontos/ano.

                    0-20

IV-C-Chefia de Serviço de Órgãos Suplementares: 7 pontos/ano

                    0-14 

IV-D-Coordenador de disciplina de Graduação: 7 pontos/ano

                    0-14
IV-E-Participação em colegiados superiores da Universidade, dos Centros e das Unidades da UFRJ, na condição de indicado ou eleito: 10 pontos/ano.                      0-20

IV-F-Participação em comissões e grupos de trabalho para tarefas administrativas e/ou acadêmicas específicas, com indicação formal do superior hierárquico: 2 pontos por comissão.

                    0-10

IV-G-Participação em órgãos colegiados dos Ministérios da Educação, da Cultura e da Ciência, Tecnologia e Inovação ou outros relacionados à área de atuação do docente, na condição de indicado ou eleito, ou na administração superior de fundações de apoio credenciadas pela UFRJ, ou em órgãos dos Ministérios da Saúde, Educação, da Cultura, da Ciência, Tecnologia e Inovação dentre outros, relacionados à área de atuação do docente, inclusive como ad hoc. 5 pontos por ano.

                   0-10
Total deste grupo                      20

 

Grupo V - Qualificação acadêmico-profissional e outras atividades (até 20 pontos)

                                         Perfil de atuação

      Escala de Pontuação

        mínima a máxima

V-A- Presidência ou Diretoria de sociedades/associações científicas, ou de órgãos de categoria profissional, desde que não remuneradas: 5 pontos.

                     0/5

V-B-Pós-doutorado, desde que com bolsa de agência de fomento (ou reconhecimento oficial da agência no caso de pós-doutorado na própria sede) e por no mínimo por 6 meses: 15 pontos.

                    0/15

V-C-Atividade como Editor ou editor adjunto de revista nacional (5 pontos) ou internacional (10 pontos). Revistas internacionais devem ser indexadas (JCR) com fator de impacto   ≥1,0.

                   0/5/10

V-D-Atividades como parecerista em periódicos, ou participação em comitês editoriais, ou em comitês assessores, de revista nacional (1 ponto por revista) ou internacional (4 pontos por revista). Revistas nacionais devem ser indexadas (JCR) e internacionais com fator de impacto  ≥1,0.

                    0-10

V-E-Concessão de prêmios nacionais (5 pontos por prêmio), ou internacionais (10 pontos por prêmio), recebidos por atividades acadêmicas relacionadas ao ensino, pesquisa e extensão.

                   0/5/10

V-F-Ser bolsista de produtividade em pesquisa do CNPq ou Cientista da FAPERJ ou outras de natureza semelhante: Nível 2 do CNPq ou Jovem Cientista do Nosso Estado: 15 pontos, Nível 1 do CNPq ou Cientista do Nosso Estado: 20 pontos.

                  0/15/20

V-G-Participação em comissões avaliadoras/examinadoras, bancas de concursos públicos e comissão de progressão docente na UFRJ e em outras IES: 2 pontos por banca. 

                    0-10

Total deste grupo

                     20

 

Os Relatórios das Atividades Acadêmicas, para pleitear a promoção de Professor Assistente, nível IV, para Professor Adjunto, nível I, e as progressões de Professor Adjunto dos níveis I ao II, II ao III e III ao IV, convêm serem ordenados, segundo os Grupos I, II, III, IV e V de atividades citados nas tabelas acima, seguindo-se a ordem dos itens de cada Grupo; sendo, ao final, colocados os comprovantes com a mesma ordenação, de modo a facilitar o trabalho da Comissão de Avaliação. Procure usar marcadores específicos (e.g. tíquetes coloridos) com o nome de cada Grupo de documentos. Ao final do Relatório de Atividades deve constar o Curriculum Vitae, atualizado, da Plataforma Lattes.

 

Observações, segundo a Resolução 08/2014 - (CONSUNI)

 

• A Comissão de Avaliação será composta por três (3) professores integrantes da Classe C, nível IV, com a denominação de Professor Adjunto, e, ou da Classe D, com a denominação de Professor Associado, e, ou da Classe E, com a denominação de Professor Titular, sendo pelo menos 1 (um) externo à Unidade do interessado. A Comissão de Avaliação deverá ter também 1 (um) suplente externo e 1(um) suplente da Unidade do candidato. (A Comissão de Avaliação tem validade por até 2 anos e deve trazer os títulos e cargos dos membros).

• A iniciativa da proposta de constituição das comissões de avaliação será do Colegiado do Departamento em que está lotado o docente, cabendo à Congregação da Unidade (Faculdade de Medicina) a sua homologação.

• A Comissão de Avaliação, a contar da data de sua instalação, terá o prazo máximo de 5 (cinco) dias úteis para concluir os seus trabalhos e apresentar  relatório com os critérios adotados, a sistemática de avaliação e parecer conclusivo circunstanciado.

• O docente que não lograr a aprovação (mínimo de 90 pontos) de sua progressão, somente poderá pleitear nova avaliação de desempenho decorrido o prazo de 12 (doze) meses, a contar da data da solicitação anterior.

• O resultado da avaliação será homologado pela Congregação da Unidade ou Colegiado equivalente, cabendo recurso da decisão à Comissão Permanente de Pessoal Docente (CPPD).

 

♦♦♦

UFRJ Graduação - Departamento de Patologia da Faculdade de Medicina
Desenvolvido por: TIC/UFRJ